Caixa comemorativa – Vinte anos do Nobel de José Saramago

R$102,90

Resenha

Caixa especial reúne o diário inédito de José Saramago, escrito durante o ano em que receberia o Nobel de literatura, 1998, e o livro do jornalista Ricardo Viel sobre a recepção do prêmio em Portugal e no mundo. No início de 2018, oito anos depois da morte de José Saramago, foram encontrados em seu antigo computador os escritos inéditos do emblemático ano de 1998, quando o grande escritor português recebeu o prêmio Nobel de literatura, algo que mudaria sua vida de modo drástico. O Último caderno de Lanzarote é uma espécie de diário do escritor, o sexto e último volume de cadernos que ele manteve enquanto vivia na ilha espanhola. Com um tom informal, ele comenta e reflete sobre seu cotidiano ao longo do ano, que culminou, em outubro, com o recebimento do mais prestigioso prêmio do mundo literário. Já o volume Um país levantado em alegria refaz o caminho da notícia do primeiro prêmio Nobel de literatura para um autor de língua portuguesa, revelando episódios desconhecidos, apresentando as mensagens recebidas por José Saramago e celebrando, vinte anos depois, um prêmio que foi intensamente comemorado no mundo inteiro. “Ricardo Viel sabe usar ciência e serenidade para contar aqueles dias cheios. Assim, constrói um trabalho de referência acerca desse incrível presente, desse final de 1998.” — José Luís Peixoto

Nome do Autor

Jose Saramago / Ricardo Viel

Editora

Cia Das Letras

Dimensão

18x15,5x3,1

Peso

0.100

Categorização

Memorias
Biografia: Literaria
Memorias

Share: